terça-feira, 18 de abril de 2017

Muffins de ovo e legumes

Numa manhã não tinha nada para o meu almoço mas estava por casa e abri o frigorifco, lembrei me de um vídeo que vi na net há já algum tempo e tinha tudo para experimentar algo parecido.

E não é que correu muito bem - estavam muito bons e é uma ótima opção para um almoço diferente e leve! E claro...SEM GLÚTEN!!




Ingredientes

 - 1 chalota;
 - 2 dentes de alho;
 - pimento q.b.
 - 2 cenouras grandes;
 - brócolos (80 a 100g);
 - cogumelos frescos( 80 a 100g);
 - 6 ovos;
 - chouriço SG (40g);
 - batata ( tinha uns restos do dia anterior já cozida);
 - ervas aromáticas a gosto ( coloquei cebolinho e salsa);
 - sal q.b.


Pré aqueça o forno a 180ºC
Saltear os legumes ( previamente picados) e os cogumelos ( já laminados) em azeite numa frigideira.(colocar logo algumas ervas se entender)
Juntar aos ovos já mexidos só os legumes e colocar também as batatas, o sal e as ervas aromáticas.
Dividir em duas taças  e colocar numa os cogumelos e noutra o chouriço.
Colocar em formas de queques (usei umas que tenho de silicone em formas grandes)

Colocar no forno uns 20/25 minutos mantendo os 180ºC.
E estão feitos!! Juntem uma boa salada e almocem também!

Fácil, mas fácil e bons!! Sem glúten e fazem como quiserem...é só experimentar!!

Disfrutem e divirtam-se!!

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Ser Celíaco - parte I

A pouco mais de um mês do Dia Internacional do Celiaco - 16 de maio - quero a partir de hoje começar (continuar) a sensibilizar para a doença pois quanto mais as pessoas estiverem informadas menos ouvimos que "agora é moda isso do glúten" - o que no nosso caso é tudo menos isso, certo?!

Gostaria de partilhar um vídeo/reportagem da Tv Amadora e partilhado na página Viva Sem Gluten, Portugal, com a participação da Dra. Ana Pimenta que está muito bom - espreitem!

A Newsletter do Grupo  Viva Sem Gluten, Portugal - sempre com muita informação e receitas



Para quem desconhece, precisa de ajuda mais detalhada sobre este inicio de vida sem glúten, a Dra Ana Pimenta faz seguimento de pacientes com a doença celíaca e formações na área na Clinica Maria Lamas - a próxima formação é já dia 22 de abril.



E para finalizar não deixar de falar na Página Educativa (acesso a todos) e no Grupo (grupo fechado) Viva sem glúten, Portugal, uma forma de qualquer um puder aceder informação sobre estas patologias e a gestão do seu dia-a-dia sem glúten.


Vamos todos partilhar e sensibilizar o outro - é nossa obrigação!!

terça-feira, 11 de abril de 2017

A "fresca" da Sofia

Pérola #6

Eu, a chamá-la para o banho:

"Sofia, anda para o banho".... nada. Repeti:" Sofia, vem cá, para o banho!"


E nada...de novo...vou ter com ela à sala: 

"Então Sofia, já te chamei duas vezes!"...

Sofia: "Não dissestes se faz favor "....

Ora toma que é para não seres mal educada!!

Conclusão: A mãe ensinou tão bem a miúda, mas não soube dar o exemplo....e esqueceu-se do mais importante

Pérola #7

À mesa do jantar, estamos os quatro em família a comer:

A minha Leonor do alto dos seus sete anos, respondeu me de uma forma que eu não gostei nada e ...

Eu: Minha menina, não falas assim para mim nem para o teu pai!!! (eu estava bem chateada)

Sofia: Nem para a Sofia!!!


Ok....risota geral!!! Impossível manter a compostura depois disto.

Pérola #8

À hora do jantar:

A certa altura na hora da fruta - maçã - percebemos que o dente que estava a abanar da Sofia estava quase quase quase a sair ...
Enquanto a Sofia gritava de entusiasmo e mostrava à irmã o dente, a irmã gritava de horror!!
E andavam nisto- uma entusiasmada dizia : "É hoje!" e a outra horrorizada dizia: "Ai porque é que ela me mostrou aquilo!"


Eu só me dava para rir e pensar:
 Como é que estas miúdas podem ser tão diferentes!?
 
É por isto que não tenho TV na cozinha!!!



Pérola #9

O pai vai buscar as irmãs à escola. De lá sabe que o Raul (muito irrequieto) gosta muito da Sofia (6 anos) . Conversa entre irmãs no carro no caminho para casa.

Leonor: "Mas então ele é teu namorado ou da Soraia?"
Sofia: " Ele gosta mais de mim, e quer ser meu namorado mas disse lhe que só podia se se portasse bem!"
Leonor: "Ahhh..."


Sofia:" Mas, nada de beijinhos!!"


O "amor" na infância é lindo!!



A minha Sofia é em qualquer lado uma "lufada de ar fresco" !!




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Esta é para aqueles que não acreditam que será possível!!

Houve uma amiga de infância que me disse há uns tempos - "Quem te viu e quem te vê!"

Perante as minhas publicações de fotos de comida e na cozinha... será que eu era assim?
 - Não, longe disso!!

Quando me casei quem passava mais tempo na cozinha era ele e posso dizer que não passávamos assim tanto tempo nela. Quando íamos a um encontro de família ou uma festa - eu levava sempre - mousse de chocolate! Bolos não era comigo, de todo!!
Não posso dizer que com o passar do tempo eu não começasse a passar mais tempo na cozinha - sim passava mas para cozinhar um jantar e/ou almoço. Ainda me recordo de alguém me falar em fazer pão caseiro - esqueçam , não era de todo a minha praia - achava eu.

Por isso quando o diagnóstico apareceu na nossa família - é assim que eu vejo - eu só pensava nela, na minha filha. Arregaçar as mangas foi o meu lema - dificilmente penso de outra forma. E o engraçado foi que aquilo que tinha dito logo que não - o pão caseiro - tinha que ser uma das prioridades.

O nosso primeiro pão - feito por impulso pelo meu marido, logo passado uma semana, e avisado por mim que não devia ser assim tão fácil - foi um belo desastre - se mandássemos o pão à janela era possível que partisse de mau que era - sim cá por casa tivemos muitos desastres, dias mais frustrantes mas não podemos esquecer de - PERSISTIR!!

Em menos de três semanas após o diagnóstico eu estava a fazer o inimaginável para mim - estava num workshop de pão sem gluten da A.P.C. Se me tivessem dito uns cinco anos antes que isto tinha acontecido, eu provavelmente teria dito que era impossível!!

Cada vez masi acho que nós (seja quem for) somos capazes de muito mais que imaginávamos ou poderiamos imaginar, somos capazes de resistir a muito e a adaptar o que for necessário - se o mote for o AMOR  e se for por AMOR AOS NOSSOS FILHOS - Nada nos demove!!

Por isso a nossa vida agora é diferente mas acho mesmo que para melhor - aprendemos mais sobre a alimentação e continuamos a aprender. Estamos mais alerta com o que colocamos no prato e a educação já começa a dar "resultados" quando ouço a minha filha mais velha a fazer escolhas saudáveis e a falar constantemente de "comer de forma saudável" e a minha mais nova a estar sempre ao meu lado quando vou fazer algo na cozinha - lá está ela pronta para me ajudar!!

E por isto tudo...
   ... a minha primeira pizza caseira foi SEM GLÚTEN!
   ... o meu primeiro pão caseiro foi SEM GLÚTEN!
   ... as minhas primeiras croquetes foram SEM GLÚTEN!
   e os meus primeiros crepes e panquecas foram... (já sabem) SEM GLÚTEN!!

Podem imaginar que nunca tinha feito um bolo de aniversário mas na altura pensei - tenho 6 meses para treinar - a primeira festa de aniversário era em Julho, da irmã!!

Depois dessa já foram umas quantas... umas melhores que outras mas sempre feitas com muito... AMOR!!


AMO-VOS MUITO PRINCESAS!!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Naquele dia a banana foi rainha!!

Cá por casa as bananas já estavam maduras e eram umas quantas ( não costumam durar) e eu pensei - é hoje que vou experimentar aquela receita que vi no Dieta à Sua Medida - um livro com 4 regimes alimentares diferentes - Dieta  vegetariana, Dieta sem lactose e sem glúten, Dieta hiperproteica e Dieta mediterrânea - e que já andei a namorar algumas receitas visto para além da alimentação sem glúten já muito presente na nossa vida, estou aos poucos a inserir pratos vegetarianos também.
Nada como novas ideias...um livro para quem quer experimentar dietas alimentares diferentes e perceber qual é a dieta perfeita para o seu corpo.




Pão de Banana

Ingredientes:
3 bananas maduras
4 ovos
1 c. sopa de azeite
1 c. sopa de farinha de coco ( eu não tinha de coco mas piquei aveia na bimby e obtive uma farinha de aveia)

Junte tudo numa taça e misture muito bem. (eu usei a bimby, vel.3 / 2 minutos)
Coloque numa forma para o forno ( usei uma de pão de silicone), forre com papel vegetal e verta a mistura. Leve ao forno durante cerca de 25 minutos, a 170ºC.

Receita no Livro Dieta  à sua Medida

Logo de seguida e enquanto o Pão de Banana arrefecia fiz  umas panquecas que já algum tempo tinha visto a receita num site e depois revi-a num publicação de uma amiga e não perdi tempo:

Panquecas de Banana

1 banana madura
2 ovos
3 c. sopa de farinha sem glúten (usei a Doves Self Raising)

Toca a misturar, depois é só colocar um fio de azeite numa frigideira, retirando algum excesso (normalmente uso papel de cozinha) e coloco no lume e faça panquecas do tamanho que queira.





Tanto o Pão de banana como as panquecas estavam ótimas!!
Foi um lanche diferente mas delicioso e sem glúten!

domingo, 29 de janeiro de 2017

Brunch sem glúten II

Aquele bolo que todos deviam experimentar...sem excepção!!

A minha cunhada experimentou este bolo - com receita de uma amiga -  e, para além de vistoso, estava ótimo!!
Quem tem uma alimentação sem glúten, conhece bem o bolo, mas eu aconselho a todos a experimentar.

BOLO DE FÉCULA DE BATATA

180 g de açucar
100g de fécula de batata
raspa de 1 limão
6 ovos
1 c. chá de fermento em pó


Bater o açúcar com as gemas e a raspa de limão. 
Adicionar a fécula de batata e o fermento em pó.
Por fim bater as claras em castelo e envolver no preparado anterior.
Levar ao forno 180 graus, 25 minutos, conforme o forno...


Este bolo é a base para o Bolo de Colchão de Noiva e para base de bolos de aniversário, como eu também já fiz.... Ah já agora, obrigado de novo Sílvia!


Para o lanche eu não podia deixar de voltar a fazer aquele que é um pitéu para mim e que aprendi a fazer num workshop vegetariano maravilhoso de uma amiga...


BOLINHOS DE FALAFEL

1 kg de grão de bico cozido 
3 tomates maduros picados
1 chávena de farinha SG (de aveia ou de arroz, etc)
1/2 chávena de pão ralado SG (piquei restos de pão sem glúten)
1/2 chávena de linhaça moída ( opção vegetariana )
1 chalota
3 dentes de alho bem picados
2 cenouras (picadas ou raladas)
sumo de 1 limão
salsa, coentros e manjericão q.b

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Na bimby ( ou noutro processador de alimentos)
 pique o grão  - vel 6; de 10 a 25 segundos conforme queira mais ou menos grosso, experimente...eu prefiro mais grosso ou seja menos picado.
Retire e reserve.
Coloque o alho, os tomates, a chalota, as cenouras, o sumo de limão e as ervas aromáticas na bimby e pique  até  ficarem bem combinados. ( fiz um pouco a "olho" fui espreitando como queria)
Retirar a mistura e juntar ao grão já reservado.
Agora vá misturando tudo o resto aos poucos e vá moldando com as mãos. As quantidades de farinha e/ou pão ralado podem variar conforme vá moldando e obtendo a consistência que pretende e por isso vá colocando mesmo aos poucos.
Quando já estiver com a consistência que pretende vá moldando com as mãos para fazer bolinhos de falafel. 
Colocar num tabuleiro já forrado com papel vegetal e vai ao forno  180ºC, 10 a 15 minutos cada lado (conforme queira mais ou menos tostado - eu prefiro menos tostado, como se pode ver).




Experimentem estes bolinhos com maionese....eu devoro!!

Divirtam-se e desfrutem!!


sábado, 21 de janeiro de 2017

Um encontro entre primos que virou um brunch sem glúten....

Esta ideia andava na minha cabeça há muito tempo....e quando me falavam de brunch ou que já tinham ido a um confesso que tinha muita curiosidade mas seria impossível ir com a minha miúda - quase um tormento para ela, de certeza!

Por volta do Natal os primos juntam-se sempre mas desta vez ainda ninguém tinha ideias giras e o único que tinha sido falado - irmos a um brunch - estava fora de questão.

Foi quase de impulso - lancei a ideia para o nosso grupo de Wat's App - "Malta, vamos marcar um lanche cá em casa, ok?" - logo a seguir, disse - "Cada um de nós faz algo sem glúten,certo?"


Poder-se-ia  pensar que algum deles ficaria reticente ou hesitaria mas nada disso (não esperava outra coisa!) todos concordaram e acharam uma ideia gira!!



Tratei logo de dizer que havendo alguma dúvida me dizerem e falei de algumas coisas importantes a nível de segurança por causa da contaminação.


                    Então vamos lá ao que interessa....
                                                      ............. o cardápio era o seguinte:


Brunch sem Glúten

Fruta variada ( morangos, abacaxi, banana)
Doce de morango 
Mel
Flocos de Aveia
Crepes
Choolate
Compota de abóbora + Requeijão
Quejo
Pão 
Bolo de fácula de batata
Queques de banana e queijo
Muffins de bacalhau
Bolinhos de falafel com maionese
Pao de queijo

Tudo regado com sumos para os miúdos e claro, a bela da Sangria do Nuno - que já é conhecido pela família e amigos - divinal!!

O meu primo quando soube o que iria estar na mesa ainda perguntou se alguém ia casar mas eu só lhe disse que - se os primos se iam juntar, é um acontecimento muito importante, não é?

O bom, para além do ótimo convívio, foi ver todos a comer e a gostar de praticamente tudo - o pão sem glúten foi todo, os pãezinhos de  queijo voaram; os crepes também; os queques; o bolo de fécula ou os muffins - como já me disseram estava tudo TOP!!

Mas atenção todos trouxeram algo e partilha foi muita - para mim o espírito é esse - todos juntos num só propósito a cozinhar, compor a mesa e finalmente a petiscar enquanto a conversa fluia....

Para mim isto é que é vida boa!!!

Como prometi vou publicar todas as receitas - umas mais conhecidas que outras!

Podemos começar pelos Pãezinhos de Queijo - que é somente o mais fácil de fazer!! 

2 chávenas de leite
1 chávena de óleo
500 g de polvilho doce
2 chávenas de queijo ralado
3 ovos
sal q. b.

Pré aqueça o forno a 180ºC.
Junte o leite com o óleo e coloque o sal a gosto numa panela e ferva.
Junto a mistura com o polvilho doce e mexa bem.
Deixe um pouco a arrefecer.
Junte os ovos e depois o queijo e vá amassando com as mãos.
Coloque um pouco de azeite nas mãos para que a massa não agarre e forme bolinhos.
Coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Vai ao forno por 25 minutos aou até que fiquem ligeiramente dourados.

Se tiveram um lanche ou uma festa, façam estes bolinhos em último pois eles são divinais quando são acabados de fazer!! Vai fazer sucesso numa mesa!!